14/04/2017

La Bleue: a nova casa do Le Grand Burger em Porto AlegreRS

Alessandra Rech

Não faz uma semana que abriu a La Bleue, irmã mais nova do Le Grand Burger, e a hamburgueria já está dando o que falar em Porto Alegre.

Um casarão antigo reformado e pintado de azul, como o próprio nome já diz, bem no começo da Alameda Coelho Neto e próximo à Praça Japão. Cuidado para não passar reto. É bem no comecinho da rua mesmo. Só procurar por um pontinho azul à direita que não tem erro.

São 500m² ao estilo francês. Bem maior que a La Classique, que fica na Rua Marquês do Pombal (calma ai, pode ficar tranquilo que continua funcionando normalmente). O espaço externo é grande com algumas mesas e cadeiras com vista para a rua. Sem dúvida o meu lugar preferido da casa.

Muita fofura essa bicicleta com cestinha cheia de alfazemas. Dá vontade de sair andando pelas ruas de Porto Alegre, não? E as cadeiras com as cores da bandeira da França? Sério, não tem como não se apaixonar por esse lugar.

O ambiente interno é bem amplo. Com várias mesas com cadeiras e também alguns sofás para quem prefere um pouco mais de conforto.

Mesmo não conhecendo a hamburgueria, já deu para perceber que o galo é o mascote da casa, né?! Mais um detalhe que nos remete à França. Para quem não sabe, o galo é o símbolo francês. Por lá ele é tão popular que estampa o uniforme da seleção francesa de futebol. E por aqui, além de estar na fachada, os porta-guardanapos em formato de galo dão ainda mais charme ao ambiente.

Com certeza você já reparou no guarda-chuva luminária. Ideia genial. Nota 10 para a decoração do lugar.

Outro detalhe bacana: a cozinha. Você pode ver o pessoal preparando os hambúrgueres por uma janelinha no meio do ambiente principal da casa. E se ainda não decidiu o que pedir, é só dar uma olhada nos quadros com os hambúrgueres do cardápio que estão espalhados pela parede.

Mais um cantinho: eu disse que o lugar era bem grande. O ambiente mais requintado da casa. Com decoração rústica, lareira, um belo lustre e uma mesa de madeira que acomoda mais ou menos umas oito pessoas. Très chic, como diriam os franceses. 

Cada espaço da segunda casa é inspirado na charmosa arquitetura francesa. Reparem nas fotos, nos quadros, nos objetos vintage, nas cores. Juro que por alguns segundos pensei estar de volta em Paris.

E tem ainda duas novidades: um empório com produtos artesanais para levar para casa e a biblioteca LGB com várias opções de livros para ler enquanto aguarda o pedido. Essa frase escrita na parede da casa diz tudo: quem não ama vinho, livros e hambúrgueres? Eu não vivo sem os três. 

Mas vamos falar do mais importante: a comida. Pedimos meia porção de batata doce acompanhada do molho LGB para abrir o apetite. Sim, eu disse MEIA porção. Bem generosa, né?! Imagina a inteira então.

Cliente assídua que sou, já provei quase todos os hambúrgueres do cardápio, mas ainda não havia provado a batata doce e devo admitir que é tão boa quanto a batata rústica normal. E o melhor: é fit e está liberada para quem não pretende sair da dieta.

E para beber: uma cerveja lager da Barco bem encorpada e geladinha. 

O meu escolhido foi o Le Bacon: hambúrguer de entrecot com molho LGB, mesclun de alfaces, tomate cereja, cebola roxa, cogumelos castanhos, molho de tomate estilo ketchup, queijo camembert e bacon no pão branco.

Ostentando bacon e bem molhadinho (do tipo que você não precisa de porção extra de ketchup). O pão é bem fofinho e parece ter sido feito na hora de tão bom. Só digo uma coisa: o melhor hambúrguer que já comi na vida. Sem exagero. E olha que já comi hambúrguer, hein?!

E ainda acompanha porção de batatas rústicas e o delicioso molho LGB feito com vários condimentos da gastronomia francesa. Comeria essa batata rústica todos os dias de tão boa. Sério mesmo. E o molho é de comer rezando. 

O meu namorado pediu o Délices D'Abricots: hambúrguer de entrecot com molho LGB, mesclun de alfaces, tomate cereja, cebola roxa, queijo camembert, brotos de alfafa e chutney de damasco levemente picante no pão preto. O chutney é mais agridoce do que picante. Mais um que vai pra lista de preferidos (e não é pequena, com certeza enche uma mão).

E o escolhido da Ágatha, minha prima, foi o vegetariano da casa: o Ratatouille. Inspirado na famosa receita francesa da região da Provença, é feito com mesclun de alfaces, molho LGB, verduras refogadas (pimentão amarelo e vermelho, cebola roxa, abobrinha, cenoura, berinjela e cogumelo), tempero aromático com pimenta caiena, tomate cereja, brotos de alfafa, molho de tomate estilo ketchup e queijo estepe no pão preto com grãos.

Ufaaaa!!!! E ainda tem gente que pensa que vegetariano não come nada. O veggie da casa é bem levinho e feito com ingredientes frescos e selecionados. 

A conta fechou em  R$ 76 por pessoa com bebidas e serviço. Vale ressaltar que bebemos 3 garrafas de 1 litro de cerveja. O preço dos hambúrgueres fica em torno de R$34 cada. Não sei dizer o que é melhor: o hambúrguer, o molho LGB, a batata rústica, a cerveja gelada, o ambiente acolhedor ou o atendimento impecável. Nem preciso dizer que o Le Grand Burger tem o meu coração, né?! Agora a única dúvida quando eu for para a capital comer hambúrguer vai ser: La Classique ou La Bleue.

Le Grand Burger - La Bleue
Rua Alameda Coelho Neto, 33 - Boa Vista
Porto Alegre/RS
Fone: (51) 3237-4469
Aceita cartões VISA e Master
www.legrandburger.com.br

RS Alessandra Rech