15/09/2017

Justiça seja feita | Diogo Carvalho

Destemperados

Diz aí de cabeça quem são os personagens mais importantes do churras. Vais dizer: o assador, o responsável pela salada de maionese, a dona da casa que arruma a mesa bem linda, e o encarregado da sobremesa.

O assador escolhe as carnes, cria todo o ritual, faz o fogo, separa as peças e pensa exatamente no timing em que botará cada uma, de modo que não fiquem prontas juntas nem crie uma janela de tempo muito grande entre uma e outra.

O responsável pela maionese é uma figura. Sempre se gaba da própria receita: “Bom mesmo é com ovinho picado”, “É assim que deve ser, ainda bem quentinha”, “É imbatível porque também fiz a maionese caseira, me recuso a misturar industrializada” etc e tal. Enfim, tem lá sua importância.

Diferentemente de todos os outros, quem fica com a arrumação da mesa geralmente começa sua tarefa ainda no dia anterior, separando os pratos e os copos que serão utilizados, fica fazendo mentalmente as contas de todo mundo que vem para ver se não esqueceu o lugar de ninguém, e lembra daquilo que todo mundo esquece que é a cumbuca da farofinha.

Já quem fica com a sobremesa é sempre aquela pessoa que dá uma desmerecida no churras, porque sai ainda no meio para finalizar ou montar o doce. Fica o tempo todo se elogiando para dar o exemplo, estimulando a galera a falar bem do troço. O problema é que, nessa hora, as crianças já estão liberadas para sair da mesa e a pauta é só piada de salão. Fica realmente bem complicado para o coitado do personagem.

Não falta mais ninguém? Cara, mas e o assistente do churrasqueiro? Ele distribui o jogo, abastece o assador com cerveja gelada todo o tempo. O piadista. Aquele que sempre queima a largada e sai borracho. Não para de comer. Interrompe as conversas mostrando os vídeos de cachorrinho do Facebook. Sem ele, nenhum churrasco faz sentido. Ao lado de um grande assador, sempre existe um baita assistente. Se você é esta pessoa, meus parabéns. És o verdadeiro protagonista!

Tags: